In Memoriam…

Boa tarde!

Essa é a importância de fotografar no Cemitério da Consolação: é manter viva a memória de nossa cidade e das  pessoas que fizeram parte dessa história. Somente através da fotografia e de pesquisas, podemos mapear e saber quem eram e o que fizeram aqueles que descansam no Cemitério da Consolação.

Abaixo, um comparativo que fiz de uma obra de arte encontrada, o jazigo de Dna. Ursulina Bicudo.

Dna. Ursulina, nascida em 1856 e falecida em 1915, era esposa do General Bento Bicudo.
O General Bento Bicudo,  nasceu em meados do século XIX em São Paulo, e era filho de João Bicudo de Almeida e de d. Maria Tereza Alves Nogueira. Foi voluntário da Guerra do Paraguai e grande agricultor. Ocupou durante muitos anos uma cadeira no Senado Estadual. Faleceu em 1923.

Jazigo de Dna. Ursulina e do General Bento Bicudo - Cemitério da Consolação - 2013
Jazigo de Dna. Ursulina e do General Bento Bicudo – Cemitério da Consolação – Felipe Alexandre Herculano 2013
Jazigo de Dna. Ursulina Bicudo, em fotografia publicada pela revista A Cigarra de 1915.
Jazigo de Dna. Ursulina Bicudo, em fotografia publicada para um anúncio da Mamoraria Tavolaro, pela revista A Cigarra de Janeiro de 1916. Acervo do Arquivo Público de São Paulo
Anúncios

1 comentário Adicione o seu

  1. gloria maria alexandre herculano disse:

    Muito interessante, o jazigo continua muito bem cuidado.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s