“As Praças” do Patriarca

Bom Dia!

Bom Dia!

Ontem publicamos uma vista em direção a Praça do Patriarca e hoje encontrei outra imagem, de um angulo semelhante da anterior.  Esse postal foi circulado em 1965. Se considerarmos que as fotos não foram tiradas tão antes da data de circulação do postal, as imagens tem uma diferença de apenas 37 anos e a mudança na cidade é absurda!

Nesse postal, circulado em 1928, o Viaduto do Chá, tendo do seu lado esquerdo um dos palacetes “gêmeos” do Conde Prates, esse era a sede do Automóvel Clube. A esquina movimentada é a Libero Badaró e o belo prédio na praça é o Palacete Lutétia. Na esquina da rua da Quitanda com a São Bento está edifício que abrigou a Casa Fretin. No centro, a Coluna Rostral, monumento apelidado de “Cabide” e a segunda sede das lojas Mappin Stores, no edifício conhecido como a “segunda casa do Barão de Iguape”. Do lado direito, com o anúncio da Chevrolet, o terceiro edifício do conjunto de palacetes Prates, esse, sede do Grande Hotel de La Rotissiere Sportsman. Editor do Postal: Gustavo Prugner

 

1965 - Viaduto do Chá - Gráfica Franco-Brasileita - Foto Fulvio Roiter - Delcampe cópiaJá nessa imagem, vemos o novo Viaduto do Chá, do lado esquerdo, podemos observar o Edifício Sampaio Moreira (que não aparece na foto anterior), o monstrengo que se destaca na paisagem é o Edifício Conde de Prates, que foi erguido no lugar de um dos belos palacetes. Na esquina, a Líbero Badaró e na praça o conjunto do Palacete Lutétia, que resiste até os dias atuais. A praça, nessa época, só esse pequeno quadradinho insignificante não ostenta mais a Coluna Rostral, apenas o acesso a Galeria Prestes Maia entre as árvores (acesso esse que foi piorado ainda mais com a construção daquela marquise, na minha opinião, de gosto duvidoso). O outro monstrengo que se destaca é o Edifício Barão de Iguape, construído no local da sede das lojas Mappin Stores. Ironicamente, os palacetes foram demolidos e os novos edifícios, como se para “preservar a memória da cidade”, mantiveram o nome dos Barões. Se aparecesse, no canto direito estaria o Edifício Matarazzo, que foi erguido no local da sede do Sportsman.

O postal foi editado Gráfica Franco-Brasileira e a foto é de autoria de Fúlvio Roiter.

 
Obs.: as expressões como “monstrengo” e sobre a “marquise de gosto duvidoso”, refletem a opinião do editor desse espaço. Se você não concorda, fique livre em expor seus pensamentos, mas o faça de modo educado e civilizado.

Anúncios

1 comentário Adicione o seu

  1. Fabiana disse:

    Não só concordo com seus termos como acho que você pegou leve! Rsrsrsrsrs monstrengos e aquela marquise acabou com o que já estava acabado! Muito muito triste….

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s