Quando eu morrer, quero ficar.

Bom Dia!

Nesse sábado, nossa São Paulo completa 460 anos e essa semana as publicações serão em homenagem a nossa “velha senhora”. O poema foi publicado no ano passado em nossa página do Face. Faremos um “vale a pena ver de novo” no blog, só que com o acréscimo de mais imagens.
Quando eu morrer quero ficar

Mário de Andrade

"Quando eu morrer quero ficar, Não contem aos meus inimigos, Sepultado em minha cidade, Saudade.¹
“Quando eu morrer quero ficar,
Não contem aos meus inimigos,
Sepultado em minha cidade,
Saudade.1
Meus pés enterrem na rua Aurora, No Paiçandu deixem meu sexo,  Na Lopes Chaves a cabeça  Esqueçam.
Meus pés enterrem na rua Aurora,
No Paiçandu deixem meu sexo,
Na Lopes Chaves a cabeça
Esqueçam.2
No Pátio do Colégio afundem O meu coração paulistano: Um coração vivo e um defunto Bem juntos.²
No Pátio do Colégio afundem
O meu coração paulistano:
Um coração vivo e um defunto
Bem juntos.3
Escondam no Correio o ouvido Direito, o esquerdo nos Telégrafos, Quero saber da vida alheia, Sereia.
Escondam no Correio o ouvido
Direito, o esquerdo nos Telégrafos,
Quero saber da vida alheia,
Sereia.4
O nariz guardem nos rosais, A língua no alto do Ipiranga Para cantar a liberdade. Saudade...
O nariz guardem nos rosais,
A língua no alto do Ipiranga
Para cantar a liberdade.
Saudade…5
Os olhos lá no Jaraguá Assistirão ao que há de vir, O joelho na Universidade, Saudade...
Os olhos lá no Jaraguá
Assistirão ao que há de vir,
O joelho na Universidade,
Saudade…6
As mãos atirem por aí, Que desvivam como viveram, As tripas atirem pro Diabo, Que o espírito será de Deus. Adeus.
As mãos atirem por aí,
Que desvivam como viveram,
As tripas atirem pro Diabo,
Que o espírito será de Deus.
Adeus.7

Legenda das Imagens:

  1. Panorama do Parque Anhangabaú, década de 1930, em postal editado por Theodor Preising, acervo Sampa História. Da esquerda para direita: Prédio Martinelli, Clube Comercial, Palacete Prates Prefeitura/Câmara, Edifício Sampaio Moreira, Palacete Prates Automóvel Clube. O prédio entre as árvores, no parque, era o Quartel da Força Pública.
  2. Postal datado de 1939, Panorama da Cidade de São Paulo, editado para NY World Fair. Destaque para o Largo do Paiçandu, do lado direito, a Igreja de Santa Ifigênia e mais ao fundo, a Estação da Luz. No centro da praça, a Igreja de Nsa. do Rosário do Homens Pretos e ao fundo, a torre da Estação da E.F. Sorocabana (futura Júlio Prestes) ainda em construção.
  3. O Pátio do Colégio, nessa época, Largo do Palácio, em fotografia de Guilherme Gaensly, datada da década de 1920. Em destaque, o monumento Glória Imortal aos Fundadores de São Paulo e em segundo plano, o Palácio do Governo e a Assembléia Legislativa. Acervo IMS
  4. O Palácio do Correio, que tem do seu lado esquerdo a Avenida São João. A sua frente, a Praça Giuseppi Verdi, e o monumento homônimo.
  5. O Museu do Ipiranga, em postal da década de 1930. Editado pela Foto Postal Colombo.
  6. O bairro de Perus, com o Pico do Jaraguá ao fundo, no ano de 1984, acervo Folhapress, encontrada no blog Saudade Sampa.
  7. A antiga Igreja Matriz da Sé. Fotografia de 1907 de Aurélio Becherini. A igreja seria demolida 4 anos mais tarde, para que fossem aberto espaço para a construção de uma nova Catedral, que ficaria pronta apenas muitas décadas depois.

 

Anúncios

2 comentários Adicione o seu

  1. Que beleza de post! Obrigado, Felipe!

    Curtir

  2. Republicou isso em e comentado:

    Bom Dia!

    Apesar da publicação ter sido feita pra comemoração do aniversário de São Paulo em anos passados. acredito que esse poema seja uma das melhores formas de representar nosso amor por essa velha senhora!

    ❤ Amo SP

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s