Castelinho

Boa Noite!

O postal da década de 1910, editado e fotografado por F. Manzieri, mostra a Vila Adelaide; residência construída pelo engenheiro alemão e professor da Escola Politécnica Maximiliam E. Hehl e à qual deu o nome de sua esposa.

1910 - Castelinho Vila Adelaide - F. Manzieri - Ebay

No prédio que ganhou o apelido de Castelinho, as festividades costumavam ocorrer no teatro com palco e platéia de 80 lugares que a casa possuía. Situada na avenida Higienópolis, entre as ruas Sabará e Itacolomi, a Vila Adelaide se descaracterizou com o tempo. Depois de abrigar o Colégio Eduardo Prado, acabou demolida. Em seu lugar surgiu, em 1944, o Edifício Prudência, projetado pelo arquiteto Rino Levi e com paisagismo de Burle Marx, que lá permanece até hoje graças ao tombamento promovido pelo patrimônio histórico.

O engenheiro Maximiliam E. Hehl foi o que projetou a Catedral da Sé, a atual igreja da Consolação, o hospital Santa Catarina, o colégio de Santo Agostinho e a igreja do Carmo na Bela Vista.

Legenda do Saudade Sampa e Foto do Ebay.

Anúncios

7 comentários Adicione o seu

  1. Carolina Schritzmeyer disse:

    O palecete – Vila Adelaíde refere-se a Adelaíde Schritzmayer – filha do industrial João Adolpho Schritzmeyer que teve sua fábrica de papel na região central da cidade – no Piques do Vale do Anhangabaú.

    Curtir

    1. feherculano disse:

      Olá Carolina,
      Procurei essa informação e pelo menos na internet, não encontrei nada a respeito. Poderia me enviar algum material para corrigir a publicação?
      Conheço a Conceição Araújo, acho que sua parente e também tataraneta do chapeleiro João Adolfo.
      obrigado 😉

      Curtir

  2. Carolina Schritzmeyer disse:

    Fábrica de Chapéús – favor corrigir.

    Curtir

  3. Carolina Schritzmeyer
    06/07/14 as 0709
    O palecete – Vila Adelaíde refere-se a Adelaíde Schritzmayer ( minha Tia Avó– filha do industrial João Adolpho Schritzmeyer ( meu avô) que teve sua fábrica de papel na região central da cidade – no Piques do Vale do Anhangabaú. Obrigado Prima pela Lembrança

    Curtir

  4. Carolina Schritzmeyer disse:

    F Herculano – Aqui mesmo v. pode procurar pela história do João Adolpho – o alemão nascido em Hamburgo , fundador fa fábrica de Chapéus que ficava no Piques e dono de uma loja nos Quatro Cantos – tem foto da Light mostrando as instalações do trilho dos bondes nessa região, famosa à sua época. Anos depois a Fábrica ficou nas mãos dos dois filhos ,Daniel e João Adolpho Schritzmeyer Junior – bisavô da Conceição Araújo e nosso avô ( Atillio e eu) . As atividades foram encerradas em 1919. Um abraço

    Curtir

    1. feherculano disse:

      Olá Carolina,
      A história do chapeleiro eu tenho, inclusive fotografei seu jazigo no Cemitério da Consolação e também o Mausoléu dos Chapeleiros. Aqui no blog tem essas histórias. Vou pesquisar mais a Vila e corrijo.
      Obrigado. Felipe

      Curtir

      1. Carolina Schritzmeyer disse:

        Oi Feherculano – não precisa corrijir nada , só complementei sua informação sobre a filiação da Adelaíde – eu que escrevi fábica de papel , quando é chapéu…rssss! Não conhecia a foto e gostei muito da informação toda . Abraços Carolina

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s