Sessentão

Bom Dia!

E quem faz aniversário hoje é o Parque do Ibirapuera, nosso querido Ibira!

No ano de seu IV Centenário, a cidade de São Paulo foi presenteada com um grande espaço de lazer, o Parque do Ibirapuera. Com uma área de 1,6 milhões de m², o parque abriga museus, monumentos, pistas de ciclismo e de Cooper, além de quadras de esportes.

No início da colonização, o espaço ocupado pelo parque era uma aldeia indígena. Ibirapuera, em tupi-guarani Ypy-ra-ouêra, significa árvore apodrecida. Isso porque a área era extremamente alagadiça, com solo de várzea. No início da década de 1920, um funcionário da Prefeitura, chamado Manuel Lopes de Oliveira, iniciou um plantio de árvores ornamentais e exóticas, a fim de acabar com o excesso de umidade do local. O esforço do funcionário hoje é reconhecido com um viveiro que leva seu nome, o Viveiro Manequinho Lopes. O espaço abriga uma diversidade de plantas, estufas de orquídeas, e fica constantemente aberto à visitação pública.

A ideia inicial, encabeçada por uma comissão formada por representantes da Prefeitura, da iniciativa privada e do Governo do Estado de São Paulo era inaugurar o Parque do Ibirapuera na data do aniversário de 400 anos da cidade. Apesar dos esforços, o Ibirapuera somente foi inaugurado no dia 21 de agosto de 1954.O projeto da obra visava dar à cidade um espaço que unisse modernidade urbana e um plano paisagístico avançado. Oscar Niemeyer foi responsável pelo projeto arquitetônico, e Roberto Burle Marx pela constituição paisagística.

Hoje, o Ibirapuera é considerado pelos paulistanos como um ponto de atrações artísticas e culturais, tais como a Bienal de Artes, a Feira das Nações, a São Paulo Fashion Week, além de outras importantes exposições de arte.¹ 

 

O Ginásio do Ibirapuera e sua Praça de Esportes em postal c. 1950.  Desconheço o editor.
O Ginásio do Ibirapuera e sua Praça de Esportes em postal c. 1950. Desconheço o editor.
1970 - Vista Aérea do Ginásio e Conjunto Esportivo do Ibirapuera - Edicard - DCP
Postal c.1970/1980, de uma vista aérea do Conjunto Esportivo e do Parque do Ibirapuera. Editado por Edicard.
O Centro Desportivo Constâncio Vaz Guimarães em postal c. 1970/1980. No verso consta edição impressa pela  Secretaria de Turismo do Governador Abreu Sodré
O Centro Desportivo Constâncio Vaz Guimarães em postal c. 1970/1980. No verso consta edição impressa pela Secretaria de Turismo do Governador Abreu Sodré

A vegetação implantada constituída de eucaliptal com sub-bosque, bosques heterogêneos, jardins, gramados e alamedas. Num trecho do Córrego do Sapateiro há vegetação ribeirinha espontânea protegida por uma cerca. Foram registradas 494 espécies, das quais 16 estão ameaçadas. O Viveiro Manequinho Lopes produz mudas de espécies ornamentais herbáceas, arbustivas, trepadeiras, de interior e plantas medicinais para uso no município, além de receber e distribuir mudas de árvores usadas nos programas de arborização urbana. O parque conta ainda com as coleções de plantas ornamentais, hortícolas e medicinais do campo experimental da Escola de Jardinagem que o utiliza nas aulas práticas de seus cursos.

São 218 espécies que dividem espaço com milhares de usuários. Nos bosques, ouve-se a balburdia de papagaios, maracanãs e periquitos, e melodias de sabiás, que parecem competir com o ruído “urbano”.É possível observar várias espécies de beija-flores, pica-paus, pombos silvestres e papa-moscas e representantes migratórios, que aqui chegam na primavera. Nesse período, araponga, sabiá-ferreiro e os anambés fazem “escala” rápida no parque e seguem viagem para áreas mais florestadas da cidade. O “martelar” das arapongas, sem dúvida, é o canto que mais chama atenção do público, formando uma legião de curiosos debaixo de seus poleiros.²

O Parque do Ibirapuera com a Assembléia Legislativa e o Ginásio Esportivo em tela do pinto baiano Henrique Passos - Acervo do autor.
O Parque do Ibirapuera com a Assembléia Legislativa e o Ginásio Esportivo em tela do pinto baiano Henrique Passos – Acervo Henrique Passos.

As imagens que aparecem nessa publicação fazem parte do meu acervo digital. As fotos são de cartões postais vendidos em sites de leilão.Confesso que não tenho muitas imagens antigas do Ibira em meu acervo, e para não cair na mesmice de publicar as mesmas fotos que já circulam na rede, recomendo a visita a esse portal, que tem um histórico fotográfico do parque bem bacana http://www.parqueibirapuera.org/parque-ibirapuera/historia-mais-completa/

Fonte:

¹ http://www.prefeitura.sp.gov.br/portal/a_cidade/historia/fatos_historicos/index.php?p=5604
² http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/meio_ambiente/parques/regiao_sul/index.php?p=14062, 

 

Anúncios

6 comentários Adicione o seu

  1. C disse:

    Não tem muros. Saudade da cidade sem muros….

    Curtir

  2. Ronaldo Piccinelli disse:

    Postais belíssimos!! Apreciei muito a informação tão detalhada sôbre a fauna e a flora, embora seja muito “amador” nessas matérias. Fica aqui a minha apreciação pelo seu trabalho, não sòmente êste, como também nos de logradouros públicos de São Paulo! Não sei como você consegue mencionar tantos detalhes!!!
    Ronaldo Piccinelli

    Curtir

    1. feherculano disse:

      Obrigado pelos elogios!
      Grande Abraço

      Curtir

  3. Republicou isso em Sampa Históricae comentado:

    oa Noite!
    Parabéns ao aniversariante, nosso Ibira!!
    61 anos tirando estresse do paulistano e agora, eleito o “Melhor do Mundo” (não que já não fosse).
    A publicação é do ano passado, quando o parque fazia 60tão.

    Curtir

  4. monica de queirós mattoso disse:

    Sim, o parque é uma beleza, mas ninguém comenta a data exata em que este parque nasceu. Existiu no século passado um advogado que foi senador por São Paulo e que viveu na Europa, ao saber que neste imenso terreno iria ser construído ou loteado para casas populares, renunciou ao cargo defendendo estas terras para que fosse dado ao povo um grande parque recreativo.
    Saiu em jornais da época ele sendo carregado e parabendizado por ter renunciado e após sua renuncia ter sido aprovado este projeto. Hoje, na entrada da cidade Universsitaria a rotatória da praça chama-se Reynaldo Porchat . Foi este senhor que sonhou e conseguiu após muita briga que esta área fosse salva para o povo ! Existia antigamente uma praça homenageando, mas depois com a reforma das avenidas, a homenagem foi para a USP onde ele foi o primeiro reitor da faculdade de direito na São Franscisco .

    Curtir

  5. monica de queirós mattoso disse:

    Oi Herculano, boa noite, estou no facebook, apareceu no meu Iphone que havia uma mensagem sua para mim, mas ao conectar sumiu. Vou perguntar a minha família onde estão estes recortes .
    Att Monica de Queirós Mattoso, temos coisas interessantes também sobre Eusebio Mattoso, urbanista, empresário que junto com Fabio Prado fez inúmeras obras jardim Paulistano, Aeroporto, Zona Sul ( autódromo de Interlagos e Clube de Campo de São Paulo ) temos fotos das obras .

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s