Hotel Terminus

Bom Dia!

“Em 1922, o setor hoteleiro da cidade de São Paulo dá um grande salto e inicia um novo ciclo, com a abertura do Hotel Terminus, na rua Brigadeiro Tobias, 576, esquina com a rua Washington Luís, um marco da hospedagem paulistana, pois localizava-se num setor considerado (ainda) nobre da cidade. Um hotel para a elite.

O hotel em postal da década de 1920¹
O hotel em postal da década de 1920¹

Rivalizando em modernidade e conforto com o Hotel Esplanada, as instalações do Terminus constavam e amplo estacionamento para automóveis, salões de festas e convenções, teatro, sala para leitura e jogos, barbeiro, manicure, lavanderia, além de bares e restaurantes que se tornaram muito famosos. E suas acomodações ofereciam apartamentos e suítes elegantes, num total de 250 apartamentos, sendo duzentos com banheiros privativos, o que era um grande diferencial de conforto.

Um "postal-propaganda", informando todos os benefícios existentes no local.²
Um “postal-propaganda”, informando todos os benefícios existentes no local.²
Imagem extraída do Mapa SARA Brasil (folha 51_3), retratando o cruzamento das ruas Brigadeiro Tobias e Washington Luís.  A seta verde aponta o local onde estava localizado o Hotel Terminus.³
Imagem extraída do Mapa SARA Brasil (folha 51_3), retratando o cruzamento das ruas Brigadeiro Tobias e Washington Luís.
A seta verde aponta o local onde estava localizado o Hotel Terminus.³

Permaneceu em funcionamento até 1943, ano em que, por determinação do governo federal, a propriedade foi encampada para fins de utilidade pública. Nesse lugar, até o final da década de 1990, funcionou a Secretaria de Segurança Pública.

Com isso, a família Witz, proprietária do Hotel Terminus, transferiu-o para a avenida Ipiranga, 741, esquina com a praça da República, ponto ainda tranquilo e elegante na década de 1940. O Hotel Terminus passou a ocupar um prédio e onze andares, com setenta apartamentos, tornando-se vizinho do Hotel Marabá e do Excelsior, num ponto privilegiado da cidade, o que lhe garantiu ser frequentado por artistas e intelectuais de renome da época (…).

Hotel Marabá e Terminus  em 1953 em fotografia de Gabriel Zellaui - Acervo da Biblioteca Mário de Andrade.
Hotel Marabá e Hotel Terminus, 1953 em fotografia de Gabriel Zellaui – Acervo da Biblioteca Mário de Andrade.
Hotel Terminus da Av. Ipiranga foi instalado em imóvel de propriedade do Cotonifício Paulista. Esta imagem de Leon Liberman, mostra o predio em fins de 1943, com o hotel Excelsior sendo erguido ao seu lado. Foto do acervo de João José Basso
Hotel Terminus da Av. Ipiranga foi instalado em imóvel de propriedade do Cotonifício Paulista. Esta imagem de Leon Liberman, mostra o predio em fins de 1943, com o hotel Marabá sendo erguido ao seu lado. Foto do acervo de João José Basso

No entanto, a degradação do antigo centro de São Paulo, especialmente na década de 80, determinou a decadência do hotel e o seu fechamento. O prédio do Hotel Terminus voltou a ser notícia, ao ser ocupado em junho de 2003 por integrantes de movimentos sociais que lutam por moradias populares. Os apartamentos ainda estavam mobiliados, como garantia de parte da dívida do hotel. Após onze dias de resistência, o grupo desocupou o edifício.”¹

O Hotel na publicidade da época:

O amigo pesquisador Marcos César da Silva encontrou mais informações acerca do hotel, inclusive com uma correção quanto a data da inauguração do prédio (informação essa já alterada no início de nossa postagem). As informações referem-se a publicação na revista  “A Cigarra”, edição n. 192, de 15 de Setembro de 1922 e falam sobre a inauguração do estabelecimento:

Imagem do hotel que acompanhou o texto abaixo.
Imagem do hotel que acompanhou o texto abaixo. A revista acima citada faz parte do acervo do Aquivo Público do Estado de São Paulo

“A nossa capital acaba de ser dotada de um hotel que, pela sua amplitude e sua installação, em nada fica a dever aos melhores da América do Sul. Referimo-nos, já se vê, ao Hotel Terminus, inaugurado no dia 1 de Setembro, às portas do Centenário.

Foi uma festa requintadamente elegante a da sua inauguração, a que compareceram, além de numerosas pessoas de nossa alta sociedade, os srs. Presidente e membros do governo do Estado e do
município, que percorreram demoradamente o sumptuoso edifício, admirando as suas instalações.

O Hotel Terminus, que vem concorrer para o ornamento de nossa urbs, conta com cerca de trezentos lindos quartos, ricamente mobiliados, dispondo cada um de secção especial de banheiro, toilette, campainhas e outras acommodações modernas, luxuosos salões e jantar, de festas, de dansas, de leitura, de fumar, aprazíveis saguões, esplendidas installações sanitárias, etc., de modo a offerecer aos seus hóspedes, a par do máximo conforto, a máxima hygiene.

A sua construcção, tanto externa como interna, offerece um aspecto encantador, pela suavidade do estylo architectonico.

A cerimônia de inauguração e bençam, celebrada pelo sr. arcebispo metropolitano, do grandioso estabelecimento, que é de propriedade dos srs. Cerquinho & Kieffer e foi construído sem auxílios officiaes, deu-se à tarde, tendo a ella comparecido, como dissemos, o escol da sociedade paulistana. Cerca de duas mil pessoas encheram os modelares salões de refeições do hotel, onde duas orchestras executaram escolhidas páginas de música, o que deu lugar a um bello vesperal dansante.

Os proprietários do Hotel Terminus offereceram aos presentes um magnífico serviço de “buffet”, dispensando a todos amabilíssimo acolhimento. Na mesa da imprensa, o sr. Cerquinho saudou os jornaes de S. Paulo, tendo agradecido, em nome destes, o representante do “Jornal do Commercio”.

O luxuoso e modelar estabelecimento acha-se situado na esquina das ruas Brigadeiro Tobias e Washington Luis.”

Fontes:
Texto extraído do livro “Imagens da Hotelaria na Cidade de São Paulo: Panorama dos estabelecimentos até os anos 1980”, de autoria de Sandra Trabucco Valenzuela, e publicado pela Editora Senac. Página 108-110 e publicado originalmente pelo amigo Marcos César da Silva.

Fotos: ¹ ² Cartões Postais do Hotel Terminus, estavam à venda no Ebay. ³ Publicado originalmente por Marcos César da Silva

Anúncios

7 comentários Adicione o seu

  1. Daya Rigueiro disse:

    preciso de um email para fazer reservar para um grupo arquitetos no mes de julho

    Curtir

    1. Daya,
      Essa publicação é sobre a história do Hotel, que nem existe mais faz décadas.
      Boa sorte!

      Curtir

  2. resiak74 disse:

    Bom dia, Felipe! Na legenda da foto de Leon Liberman não seria a construção do hotel Marabá? O Excelsior não fica do outro lado da São João?

    Curtir

    1. Tem razão! Quem me mandou a foto com a legenda não se atentou a isso e nem eu. Visto que na foto anterior, mostra o hotel já com o Marabá finalizado e colado ao seu lado. Obrigado!

      Curtir

  3. Daniel Amancio disse:

    Tive a grata e feliz oportunidade de trabalhar no Terminus no final dos anos 90 como recepcionista, aquela região do centro já estava degradada pelas drogas e prostituição. Mas, adentrar diariamente naquela história viva era alho de arrepiar. Os lustres do saguão, as colunas rebuscadas, os talheres, as cabeceiras das camas. Até a central telefônica ( que era aquela que o hóspede ligava do quarto para a telefonista, aí acendia uma luz no painel, a telefonista transferia inserindo uma espécie de “plug” para a pessoa completar a ligação… Absolutamente tudo remetia a uma história gravada no tempo! A roupa do bell-boy era vermelha e usava um chapéu coco pequeno e o capitão porteiro de terno, gravata e “cap”, à semelhança de um ‘chofer’ de madame. eu o tratava por Sr. e ele sempre se dirigia aos hóspedes pelo sobrenome… Era evidente que iria falir, os interesses do casal que arrendou era ganhar dinheiro enquanto a nostalgia do prédio, do ambiente e da atmosfera que cercava cada detalhe remetia para um turismo histórico, com requinte e elegância ( e CARO!! ), mas eles não tiveram essa visão e virou um entra-e-sai de profissionais do sexo que pagava uma diária e trazia neste ínterim de 6 a 8 clientes… aquilo era degradante!

    Curtir

    1. Tifani Ketlin disse:

      Olá Daniel, tudo bem?
      Meu nome é Tifani e eu sou estudante de Hotelaria, estou fazendo um trabalho sobre hotéis históricos da cidade de SP e acabei lendo o seu comentário sobre o Terminus. Gostaria de saber se você poderia nos ajudar com mais informações sobre o estabelecimento, seja por email ou até mesmo uma pequena entrevista?

      Curtido por 1 pessoa

      1. Oi Tifani
        As informações que tenho sobre o Hotel são essas que estão na publicação.
        Se precisar de alguma informação adicional ou uma possível entrevista, posso ver no que posso ajudar.
        Um abraço!

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s