Patriarcha

Bom Dia!

A Praça do Patriarcha, acredito que c. 1931/1935. e
Mesmo com a circulação de veículos, era uma praça charmosa. No centro da praça está a Coluna Rostral, monumento apelidado de “cabide”.

1935 - Praça do Patriarca - Ed. Niels Bruxelas - DCP

Pela fachada do Mappin, era época de natal. A loja estava instalada no palacete conhecido como a “segunda casa do Barão de Iguape”, ficou nesse endereço de 1919 até 1939, ano em que se mudou para do edifício João Brícola, na praça Ramos. Outro célebre estabelecimento na praça era a Casa Fretin, com seu prédio na esquina da rua São Bento com a rua da Quitanda. Foi fundada em 1895 pelo francês Louis Fretin. Anteriormente, ela se localizava em outro número da Rua São Bento. Depois, em 1924, passou a ocupar o edifício que aparece no postal, que ainda existe, mas a Casa Fretin parou de atender nesse endereço, atendendo apenas em sua filial, no bairro de Moema. E do lado esquerdo, o Palacete Lutétia, de propriedade de Armando Álvares Penteado.

Postal: Editor Niels, Bruxélas, Bélgica.

Anúncios

3 comentários Adicione o seu

  1. …uma coisa é interessante a cada 10 fotos dessa praça no minimo 7 foram tiradas dessa posição…gostaria de saber porquê essa praça tem uma arquitetura tao simplória…eu acho que uma revitalização seria bem vinda…alias é a unica praça do mundo que tem aerofoilio…as vezes nossos arquitetos ou paisagistas fazem cada asneira na nossa cidade que nao tem explicaçao…

    Curtir

    1. A praça foi sendo aberta aos poucos em 1919 e só foi concluída em 1925. Muitas desapropriações e a extinção do famoso Quatro Cantos.

      Curtido por 1 pessoa

      1. …meu pai me levava para passear no centro ele ficava sentado num banco que ficava próximo a igreja e eu ficava correndo para cima e para baixo..eu devia ter uns 8 ou 9 anos…eu acho…confesso que quando vou para o centro velho..passa por mim essas lembranças…e confesso que algumas lagrimas rolam quando lembro do meu velho andando por esses locais…e dizendo..meu filho está vendo aquele prédio no fim da guerra eu estava em frente a ele quando as radios noticiaram a fim da 2º grande guerra mundial…e assim ele ia contando as historias e fatos da sua epoca…e eu pequeno tentava acompanhar seus passos largos enquanto eu ouvia sua narrativas cheias de misterios de lendas urbanas….diferente dele faço a mesma com meus filhos…só que as narrativas sao infelizmente carregadas de crimes, assaltos, roubos e drogas…que pena eu nao poder passar para meus filhos o mesmo filme que meu pai e mostrava….quem sabe um dia meu filho contará para meus netos historias bem mais felizes…Que Deus nos abençoe…..

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s