Elegante

Bom Dia!

A elegância da Rua São Bento nos primeiros anos do século XX.

O que chama atenção, além da elegância das pessoas na rua, é a beleza dos edifícios, ricos em detalhes. Uma pena que não se teve a consciência de preservar essa arquitetura e essa beleza histórica do Centro da cidade. O prédio que aparece adornado, do lado esquerdo era a famosa “Loja do Japão”.
“A loja do Japão oferecia artigos como, objetos decorativos, em charão (material comum em peças chinesas) e acessórios de moda, como sombrinhas japonesas, roupas, e objetos de decoração em estilo oriental. Além de comercializar fogos de artifício, ervas plantas e sementes”.¹

Postal da Rua São Bento e pelos edifícios da rua, já deva final da década de 1910, início dos 920. Se eu estiver correto, a foto então foi batida em direção ao Largo de São Francisco, onde uma de suas igrejas aparece ao fundo.
Postal da Rua São Bento e pelos edifícios da rua, já deva final da década de 1910, início dos 920. Se eu estiver correto, a foto então foi batida em direção ao Largo de São Francisco, onde uma de suas igrejas aparece ao fundo.

Em conjunto com as Ruas Direita e XV de Novembro, a Rua São Bento formou o célebre “Triângulo” paulistano, centro da vida comercial, intelectual e elegante da São Paulo de finais do século XIX e início do século XX. No seu cruzamento com a Rua Direita, tínhamos também o famoso “Quatro Cantos”, numa época em que ainda não existia a Praça do Patriarca. Era este um dos pontos mais frequentados da cidade. O nome “São Bento”, dado a esta rua, refere-se ao Mosteiro de São Bento, localizado no Largo de mesmo nome.²

Conforme observou o amigo Gilberto Calixto Rios, após a foto acima, o fotógrafo deve ter virado a máquina para o outro lado e registrado o restante da rua São Bento na direção contrária. Na esquina com o Largo do Café está o prédio mais conhecido como Sucursal do Grande Hotel, que também sediou a Loja do Japão, quando sua primeira sede pegou fogo. Enquanto a nova casa não ficava pronta, a loja se instalou nesse prédio que acabou sendo uma filial. O prédio ainda existe, está bem conservado e é lindão!

Sucursal do Grande Hotel, a esquina da Rua São Bento com o Largo do Café - Fotografia de Guilherme Gaensly, em cartão postal editado pela Casa Garraux - Primeiros anos do século XX.
Sucursal do Grande Hotel, a esquina da Rua São Bento com o Largo do Café – Fotografia de Guilherme Gaensly, em cartão postal editado pela Casa Garraux – Primeiros anos do século XX.

Fonte: ¹Dicionário de Ruas de São Paulo e o livro de Heloisa Barbuy “A Cidade Exposição, Comercio e Cosmopolitismo em São Paulo”.

Anúncios

1 comentário Adicione o seu

  1. José de Souza disse:

    Pairava a harmonia e a serenidade sobre a cidade e as pessoas.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s