A Grande Inundação de 1919

Bom dia!

Essa foto sempre reaparece nas redes sociais, principalmente nos dias chuvosos e com enchentes. Outra coisa que sempre surge junto dessa foto, são as dúvidas: onde era? em que ano ocorreu?

Já vi publicações citarem os anos de 1926 e 1929 e os locais citados são muitos, mas geralmente muitos palpites, desde rua Iguatemi, passando pela Moóca e avenida do Estado. Quanto ao local, o pessoal chegou até perto (em relação a avenida do Estado), mas quanto a data, erraram em pelo menos 10 anos.  A famosa foto é essa:

 

1919 - Grande Enchente - Vila Economizadora - Desconhecido MCSP
A famosa foto da enchente. O ano, 1919 e o local, rua Tapajós. Essa rua fica próximo ao metrô Armênia, e faz a ligação da avenida do Estado com a Cruzeiro do Sul.¹

E quem deu a dica crucial sobre o local exato da foto e a data foi a revista A Cigarra, em sua edição n.º 106 do dia 15 de fevereiro de 1919:

1919 - Grande Enchente - Vila Economizadora - A Cigarra - APESP
No rodapé da página: “Interessantes instantaneos obtidos por occasião das ultimas enchentes nesta capital, especialmente para “A Cigarra”. 1 – A rua Tapajós, transformada em grande canal. 2 – Um aspecto da Avenida da Cantareira. 3 – De volta para a casa, depois do trabalho. 4 – O serviço de transportes na rua Tapajós. 5 – Nas immediações da Ponte Grande, milhares de pessoas desabrigadas. 6 – Um aspecto na Ponte Pequena, por onde se póde avaliar o volume das aguas”.²

Sobre os locais da legenda da revista: todos eles na imediações dos grandes rios da cidade, o Tamanduateí e o Tietê e também da região da Luz / Armênia. A rua Tapajós, como dito na legenda da primeira foto, faz a ligação da avenida do Estado com a Cruzeiro do Sul. A “avenida” da Cantareira, creio que seja a atual rua da Cantareira. A Ponte Grande ficava nas proximidades de onde hoje temos a Ponte das Bandeiras e a Ponte Pequena ficava onde hoje se encontra a estação Armênia do metrô, originalmente batizada com o nome de Ponte Pequena.

1919 - Grande Enchente - Vila Economizadora - Ponte Pequena - Citada na A Cigarra - MCSP
Essa foto é a mesma que aparece em um dos “instantâneos” da revista. A Ponte Pequena e a força das águas do Tamanduateí.¹
1919 - Grande Enchente - Vila Economizadora - Ponte com Trilhos Rua Cheia - MCSP
Outra imagem sem identificação, creio que tomada a partir da Ponte Pequena¹

As fotos do Museu da Cidade de São Paulo tem em suas legendas dois erros: um em relação a data, apontada entre 1929/1930, o outro o motivo da enchente. Lá eles informam “Foto sem identificação. Provavelmente tirada durante a inundação de 1929, provocada pela abertura das comportas da Usina da Traição.”  A inundação não pode ter sido provocada pela abertura das comportas da Usina,de Traição, pois essa usina só foi criada em 1940.

1919 - Grande Enchente - Vila Economizadora - Pessoas na Rua - MCSP
Segundo a legenda do Museu da Cidade de São Paulo, não consta identificação do local da foto. Creio que pela casario da imagem, deva ser na região da rua Tapajós e talvez até da Vila Economizadora.¹
1919 - Grande Enchente - Vila Economizadora - Casas e Rua mais Vazia - Desconhecido - MCSP
Segundo a legenda do Museu da Cidade de São Paulo, não consta identificação do local da foto. Pela ponte em segundo plano e as casas, a foto deve ser da mesma região citada pela revista. Creio que pela casario da imagem, deva ser na região da rua Tapajós e talvez até da Vila Economizadora.¹
1919 - Grande Enchente - Vila Economizadora - Rua com Lama e Casa da Vila - Desconhecido MCSP
Segundo a legenda do Museu da Cidade de São Paulo, não consta identificação do local da foto. Creio que pela casario da imagem, deva ser na região da rua Tapajós e talvez até da Vila Economizadora.¹

 

O Correio Paulistano na edição 19967 de 3 de fevereiro de 1919³ relata que chovia na cidade havia mais de duas semanas! E a enchente foi tão violenta, que além da parte baixa da cidade, atingiu ainda os bairros do Brás e do Cambuci!!

1919 - Notícia de Chuvas e Alagamentos - Corte - Correio Paulistano Ed. 19967 - 3 de Fev - HDBN
Salve a imagem em seu dispositivo para aproximar e ler na íntegra.
1919 - Grande Enchente - Enchentes do rio Tamanduateí - Rua Tibiriçá, vista tomada da esquina da rua da Cantareira; atualmente este trecho da rua da Cantareira corresponde a avenida Cruzeiro do Sul - MCSP
Conforme legenda do Museu da Cidade: Enchentes do rio Tamanduateí, rua Tibiriçá, vista tomada da esquina da rua da Cantareira; atualmente este trecho da rua da Cantareira corresponde a avenida Cruzeiro do Sul. No site consta como 1930, mas pelo descrito no jornal e pela presença desse lampião, acredito que seja do mesmo lote de imagens de 1919.
1919 - Grande Enchente - Enchentes no rio Tamanduateí - Rua da Cantareira, vista tomada das proximidades do rio em direção a rua Tibiriça; à direta, via férrea do trem da Cantareira - MCSP
Conforme legenda do Museu da Cidade: Enchentes no rio Tamanduateí – Rua da Cantareira, vista tomada das proximidades do rio Tamanduateí em direção a rua Tibiriça; à direta, via férrea do trem da Cantareira. No site consta como 1930, mas pelo descrito no jornal, acredito que seja do mesmo lote de imagens de 1919.

O serviço de trens da Estrada de Ferro São Paulo Railway teve de ser interrompido, conforme noticia da mesma edição do jornal.
1919 - Notícia de Chuvas e Alagamentos - Transito da SPR Interrompido - Correio Paulistano Ed. 19967 - 3 de Fev - HDBN

1919 - Grande Enchente - Enchentes do rio Tamanduateí - Av. do Estado, proximidades da rua de São Caetano em direção a rua Mauá - MCSP
Conforme legenda do Museu da Cidade: Enchentes do rio Tamanduateí – Av. do Estado, nas proximidades da rua São Caetano em direção a rua Mauá. No site consta como 1930, mas pelo descrito no jornal, acredito que seja do mesmo lote de imagens de 1919.
1919 - Grande Enchente - Enchentes do rio Tamanduateí - Rua Dr. Jorge de Miranda, proximidades da rua Guilherme Maw em direção à rua da Cantareira - MCSP
Enchentes do rio Tamanduateí – Rua Dr. Jorge de Miranda, vista tomada das proximidades da rua Guilherme Maw em direção à rua da Cantareira. No site consta como 1930, mas pelo descrito no jornal, acredito que seja do mesmo lote de imagens de 1919.

 

1919 - Grande Enchente - Rio Tamanduateí, prox. Rua Cantareira - Citado como 1930 - MCSP
Enchentes do rio Tamanduateí – Av. do Estado (ou conforme o jornal avenida Tamanduatehy), vista tomada das proximidades da rua da Cantareira em direção à rua Dr. Rodrigo Monteiro de Barros. No site consta como 1930, mas pelo descrito no jornal, acredito que seja do mesmo lote de imagens de 1919.

Na edição do dia seguinte, de 4 de fevereiro, além de informações sobre os danos materiais, também ocorreram as tristes notícias sobre as perdas humanas. Essa foi a única noticiada com detalhes pelo periódico.

1919 - Notícia de Chuvas e Alagamentos - Morte - Correio Paulistano Ed. 19968 - 4 de Fev - HDBN

O Correio Paulistano continuou noticiando os efeitos da enchente. Conforme outras edições do jornal, o Tietê chegou a subir mais de 2,5 metros e a vazão das águas demorou pelo menos cinco dias para ocorrer.
E 1919 foi um ano de chuvas castigantes para outras cidades como Santos, Queluz, Taquaritinga, Tremembé dentre outras e também em cidades no estado do Rio e Minas Gerais.

Mais triste que rever essas notícias antigas é saber elas não são tão antigas assim. Que passados 97 anos dessa tragédia de 1919, essas grandes inundações continuam ocorrendo e dessa vez, nem precisa chover duas semanas, trinta minutos de chuva é o suficiente para estragar a cidade e a vida da população, como ocorreu na última sexta feira.

Fontes:

¹ As fotos são do acervo do Museu da Cidade de São Paulo
² A revista A Cigarra pertence ao acervo da Hemeroteca Digital do Arquivo Público do Estado de São Paulo;
³ As edições do Correio Paulistano pertencem a Hemeroteca Digital da Biblioteca Nacional.
A pesquisa fotográfica dessa publicação no Museu da Cidade foi realizada pela amiga e pesquisadora Maria Paula Cosme.

Anúncios

7 comentários Adicione o seu

  1. O tributo pago por sufocarem os rios em nome do progresso. Eles sempre cobrarão seus espaços de volta.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Edison Loureiro disse:

    Muito bom! Parabéns pela pesquisa e pelo artigo.

    Curtido por 1 pessoa

  3. Magnífico e delicioso texto! De fato, os rios sempre reclamarão seus espaços! Essa ponte pequena que aparece na fotos: seria no Tamanduateí? E a Ponte Pequena da Armênia seria no Tietê?

    Curtido por 1 pessoa

    1. A Ponte Pequena ficava no Tamanduateí e a Ponte Grande no Tietê.

      Curtir

  4. Sergio Wajman disse:

    Belíssimo trabalho, Felipe! Muito obrigado!

    Curtir

  5. Rubens Nigoghossian disse:

    essas casas são tombadas pelo Patrimonio Historico, e estão localizadas á Rua Economisadora, uma travessa da Rua São Caetano, entre Rua Cantareira e Av do Estado

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s