A São Paulo de Ferrucio Manzieri

Bom Dia!

Vira e mexe publicamos aqui no Sampa postais assinados e editador por F. Manzieri. Mas quem foi ele?

Autor de excelentes postais de Santos, São Paulo, Campinas e Rio de Janeiro, Ferrucio Manzieri, filho de Aristodemo Manzieri e Carolina Battistini, nasceu em 13 de junho de 1885, no vilarejo de Moglia, província de Mantova, Itália. Veio criança para o Brasil, a bordo do navio Carlo R, dando entrada como imigrante no Porto de Santos em 12 de janeiro de 1889. (nota do Sampa: no meu acervo, constam também postais de Piracicaba e alguns de uma série da Estrada de Ferro São Paulo Railway).

 

Segundo José Carlos Rossini, o Carlo R era um navio de bandeira italiana da Armadora Ditta C., pertencente a Carlo Raggio. Cargueiro, adaptado para o transporte de imigrantes, ligava Gênova aos portos sul-americanos. Numa das viagens, devido às péssimas condições de alimentação e higiene, morreram de cólera mais de 300 dos 1400 passageiros.

Já estabelecido no Brasil, aos 13 anos, Ferrucio Manzieri foi empregado de uma mercearia e, em 1904, aos 19 anos casou-se com a brasileira Rita Rissi, natural de Cabreúva, São Paulo, com quem teve cinco filhos.

1910-estacao-alto-da-serra-spr-f-manzieri-ebay

1910-sao-paulo-railway-piassaguera-f-manzieri
Mais um postal da série da Estrada de Ferro SPR, esse mostra a Estação de Piassagüera. A estação de Piassagüera foi inaugurada em 1902. O nome foi dado em 19/4/1899, o, ainda durante a construção, iniciada em 1898. O seu nome até então estava definido para ser “Raiz da Serra-nova”, ou “Raiz-nova”. Foi demolida em 1965.²

 

1910-sao-paulo-railway-planos-inclinados-um-tunel-na-serra-f-manzieri-ebay
Mais um postal da Estrada de Ferro São Paulo Railway, esse nomeado “um túnel na Serra”. Muitos editores dividiam a estrada de ferro em setores em seus postais: Planos Inclinados, Túneis, “Viaductos” e por ai vai.

Editou numerosas séries de cartões postais de aprimorada qualidade gráfica e estética, em técnicas como a cromolitografia e a monocromia aquarelada à mão. Seus postais eram assinados  F. Manzieri Edictor, ou no trevo de quatro folhas no canto das imagens FMSP (Ferrucio Manzieri – São Paulo). Sua série de sessenta cartões postais do Rio de Janeiro é de muita beleza e foi comercializada provavelmente entre 1913 e 1916. A julgar pela sua imensa produção, manteve-se atuante na área cartofilística entre 1905 e 1920.

1910-santos-rua-rangel-pestana-canal-que-desboca-no-mar-f-manzieri-dcp
Rua Rangel Pestana (Canal que desboca no mar) e hoje conhecida como avenida. Infelizmente meu conhecimento sobre Santos é muito baixo, quase nenhum. Aguardo nossos leitores santistas se manifestarem com a descrição detalhada do local ou sua história.

 

 

1910-santos-largo-do-rosario-ii-f-manzieri

1900-santos-monte-serrate-f-manzieri

O Monte Serrate. Sei que essa praça leva um nome, mas não me recordo. Nota-se ainda o uso de lampiões no local. Infelizmente meu conhecimento sobre Santos é muito baixo, quase nenhum. Aguardo nossos leitores santistas se manifestarem com a descrição detalhada do local.

Trabalhou com artigos de papelaria e cartões postais de todos os tipos. Nos tempos áureos, importou seus cartões para Alemanha, Suíça e Itália ou os editava contratando serviços de excelentes fotógrafos. Comercializava gravurase também decorava postais com pó de ouro. Na última fase de sua vida, estabeleceu-se na Moóca, na rua João Batista de Lacerda, antiga rua Caboca, n.º 808, com gráfica de livros fiscais e cadernetinhas de clubes esportivos, numa época em que o bairro ainda era quase despovoado e as ruas de terra.

1914-largo-dr-antonio-prado-f-manzieri-frente-dcp
O Largo Dr. Antonio Prado. No canto esquerdo, parte da fachada do Palacete Martinico, prédio ainda existente, porém completamente descaracterizado, que abriga atualmente a sede da BM&F Bovespa. O prédio em frente era o edifício Brícola, demolido para a construção do edifício Altino Arantes e a sua direita, a entrada da rua 15 de Novembro e o prédio branco era conhecido como a Galeria de Cristal.
1914-rua-15-de-novembro-esquina-direita-f-manzieri-dcp
A rua 15 de Novembro vista em direção da Praça Antonio Prado. Na esquina da esquerda, o edifício da Casa Lebre. Ao fundo com o torreão, o edifício da Casa Paiva, localizado no Largo do Tesouro.

Faleceu em São Paulo, em 9 de janeiro de 1959, aos 73 anos, deixando cinco filhos do primeiro casamento e dois do segundo.¹

No meu acervo pessoal de imagens, tenho 66 postais assinados por ele, quase todos de Santos e São Paulo, selecionei os que achei mais interessantes, todos os postais dessa publicação são datados entre 1905 e 1915.

1914-serie-f-manzieri-largo-do-palacio-dcp
O então Largo do Palácio (atual Pátio do Colégio. O fotógrafo estava posicionado no final da Ladeira João Alfredo (atual General Carneiro). No canto esquerdo a Fonte do Palácio, do direito, parte da fachada do antigo Correio Geral e ao fundo o Palácio do Governo, erguido no lugar do antigo Colégio dos Jesuítas.
1914-serie-f-manzieri-theatro-s-jose-viaducto-do-cha-e-panorama-dcp
Panorama do Viaducto do Chá e da cidade a partir do Theatro Municipal. Em primeiro plano, a chaminé de respiro dos subterrâneos do teatro e no Vale, as casas de aluguel do Barão de Tatuí. Do lado direito, parte da fachada do Teatro São José. Em segundo plano, a casa que aparece do lado esquerdo no final do viaduto, era a propriedade do Barão de Tatuí, que teve parte demolida para abertura do Viaduto do Chá. A torre é da Igreja de Santo Antonio e a outra que aparece a direita era a torre dos telégrafos localizada na rua Benjamin Constant. Olhando a partir da chaminé é possível ver as fachadas das igrejas do Largo São Francisco.

Fonte:
¹Lembrança de São Paulo: O litoral paulista nos cartões postais e álbuns lembrança,  João Emilio Gerodetti, pág. 189
² Para saber do histórico completo das duas estações, cliquem nos links para Piassagüera e Paranapiacaba.

Anúncios

10 comentários Adicione o seu

  1. Luis Eduardo Salvucci Rodrigues disse:

    Obrigado pelas informações Felipe! Bem-vindo de volta à ativa. Em minha opinião, F. Manzieri editou os postais de Campinas de melhor qualidade, seja pela técnica fotográfica e artística, seja pela excepcional qualidade gráfica dos mesmos. Tenho uma série da Cia Paulista que é primorosa, os cartões parecem ser reimpressões, mas são originais de aproximadamente 80 anos.

    Curtir

    1. Obrigado Luis
      Também acho as séries dele as melhores nesses quesitos. A qualidade das imagens é impressionante e fora que faz vistas pouco comuns, não fica nos mesmo pontos já batidos das cidades.

      Curtir

  2. Maria Rita Palladino Franco disse:

    As fotos não estão carregando. não consigo ver as imagens mencionadas nos posts

    Curtir

    1. Vou verificar o que ocorre. Obrigado.

      Curtir

      1. Olá.
        Fiz o teste e abri tanto pelo celular, quanto pelo computador. Talvez seja algo em seu navegador.
        Espero que consiga!
        Um abraço

        Curtir

  3. HELENA MANZIERI disse:

    Olá Felipe? Sou neta do Ferrucio Manzieri filha de seu filho mais velho Americo Manzieri. Achei interessante você contar um pouco da história de meu avô. Infelizmente as fotos não carregam nem no smartphone, tablet ou desktoop. Abraços.

    Curtir

    1. Olá,
      Fiquei feliz que tenha chegado até os seus descendentes essa publicação.
      Corrigi o erro e recoloquei as fotos na publicação. Dá uma conferida agora.
      Obrigado.

      Curtir

      1. HELENA MANZIERI disse:

        Há um outro detalhe também meu avô Ferrucio teve seis filhos do primeiro casamento: Américo, Hamleto, Mauro, Florio, Flora e Flavio, e dois de seu segundo casamento: Álvaro e Eleonora que é viva e mora no Rio de Janeiro.

        Curtir

  4. HELENA MANZIERI disse:

    …ah, agora as fotos estão visiveis e realmente são dele, era característico esse detalhe escrito em rodapé das fotos.Sei disso porque tenho algumas fotos editadas por ele como postais….

    Curtir

  5. Izabele Manzieri disse:

    Ferrucio Manzieri foi irmão do meu bisavô José Manzieri. Meu bisavô não foi mencionado no post pois Carolina Battistini veio grávida da Itália e ele nasceu no Brasil. Tenho muito orgulho em fazer parte dessa descendência.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s