Efeitos da Revolução

Boa Tarde!

No último dia 28, publicamos uma série de postais que retratavam acontecimentos da Revolução de 1930.
Outra revolução,  também foi retratada em uma série de postais, a mais famosa dela, fotografada e editada por Gustavo Prugner, chamada de “Efeitos da Revolução de 5 de Julho de 1924”. Os postais estão identificados pela sigla G.P e compõe-se de 50 fotos numeradas. Nessa publicação também temos três imagens do conflito de autoria desconhecida.

Acompanhe um breve histórico da revolução, ilustrado com essas incríveis imagens.

1924 - Soldados Federalistas na Revolução de 1924 - Desconhecido - Ebay
Soldados Legalistas posam para a foto. Editor e Fotografo Desconhecido

Depois do incidente dos “18 do Forte”, que tentou derrubar o governo de Artur Bernardes, os integrantes do movimento tenentista pareciam ganhar maior força política. Dessa forma, os oficiais de baixa patente que faziam parte do movimento tentaram articular novos golpes contra o regime oligárquico vigente. Para tanto, buscavam empreender uma série de revoltas militares simultâneas que pudessem forçar a queda do presidente.²

1932 - General Isidoro Dias Lopes - Blog História Militar
O General Isidoro Dias Lopes, em fotografia (acredito que seja) de 1932. Acervo do Blog História Militar.

 

Revolta Paulista de 1924, também chamada de ‘Revolução Esquecida’, “Revolução do Isidoro“, “Revolução de 1924” e de “Segundo 5 de julho“, foi a segunda revolta tenentista; foi o maior conflito bélico já ocorrido na cidade de São Paulo. Comandada pelo general reformado Isidoro Dias Lopes, contou com a participação de vários tenentes, dentre os quais Joaquim do Nascimento Fernandes Távora (que faleceu na revolta), Juarez Távora, Miguel Costa, Eduardo Gomes,Índio do Brasil e João Cabanas.

Deflagrada na capital paulista em 5 de julho de 1924 (2.º aniversário da Revolta dos 18 do Forte de Copacabana, primeira revolta tenentista), a revolta ocupou a cidade por 23 dias, forçando o presidente do estado, Carlos de Campos, a fugir para o interior de São Paulo, depois de ter sido bombardeado o Palácio dos Campos Elísios, sede do governo paulista na época.

A cidade de São Paulo foi bombardeada por aviões do Governo Federal (é única cidade brasileira na história a ter sido bombardeada por ataque aéreo). O exército legalista, leal ao presidente Artur Bernardes, utilizou-se do chamado “bombardeio terrificante”, atingindo vários pontos da cidade, em especial bairros operários, como a Móoca e o Brás, e de classe média como Perdizes.

Postal 01 - Torre de Água Furada Por Bala de Canhão - Gustavo Prugner
Postal 01 – Torre de Água Furada Por Bala de Canhão

Sem poderio militar equivalente para enfrentar as tropas legalistas, os rebeldes retiraram-se para Bauru, onde Isidoro Dias Lopes ouviu notícia de que o exército legalista se concentrava na cidade de Três Lagoas, no atual Mato Grosso do Sul. Isidoro Dias Lopes e Juarez Távora planejaram, então, um ataque àquela cidade. A derrota em Três Lagoas, no entanto, foi a maior derrota de toda esta revolta. Um terço das tropas revoltosas morreu, feriram-se gravemente, ou foram capturadas.

Postal 03 - Secretaria de comando geral da Força Publica - Gustavo Prugner - Studium Unicamp
Postal 03 – Secretaria de comando geral da Força Publica
Postal 02 - Automovel servindo de barricada - Gustavo Prugner - Studium Unicamp
Postal 02 – Automovel servindo de barricada
Postal 04 - Efeito de uma granada - Rua Caetano Pinto, 80. - Gustavo Prugner - Studium Unicamp
Postal 04 – Efeito de uma granada – Rua Caetano Pinto, 80.
Postal 05 - Efeito de uma granada - Rua Caetano Pinto, 53. - Gustavo Prugner - Studium Unicamp
Postal 05 – Efeito de uma granada – Rua Caetano Pinto, 53.
Fábrica destruída. Desconheço o local ou a fábrica. Fotógrafo e editor desconhecido.
Fábrica destruída. Desconheço o local ou a fábrica. Fotógrafo e editor desconhecido.

Vencidos, os revoltosos marcharam, então, rumo ao Sul do Brasil, onde, na cidade de Foz do Iguaçu no Paraná, uniram-se aos oficiais gaúchos comandados por Luís Carlos Prestes no que veio a ser o maior feito guerrilheiro no Brasil até então: a Coluna Prestes. Os revoltosos foram finalmente derrotados nos primeiros dias de agosto de 1924, retornando o Presidente Carlos de Campos à capital paulista.³

A batalha entrou para história como a “Revolução Esquecida”, mas que será para sempre lembrada pela série de postais de Gustavo Prugner.

Postal 06 - Efeito de uma granada - Rua Caetano Pinto, 53. - Gustavo Prugner - Studium Unicamp
Postal 06 – Efeito de uma granada – Rua Caetano Pinto, 53.
Postal 08 - Incendio por granada - Rua 25 de março - Gustavo Prugner - Studium Unicamp
Postal 08 – Incêndio por granada – Rua 25 de março
Postal 07 - Rua Amélia 25 - Gustavo Prugner - Studium Unicamp
Postal 07 – Rua Amélia 25
Postal 09 - Efeito de granadas - Rua Tabatinguera, 121-123 - Gustavo Prugner - Studium Unicamp
Postal 09 – Efeito de granadas – Rua Tabatinguera, 121-123
Postal 10 - Tropas para os revolucionarios - Rua Tabatinguera, 121-123 - Gustavo Prugner - Studium Unicamp
Postal 10 – Tropas para os revolucionarios – Rua Tabatinguera, 121-123
Postal 11 - Efeito de uma bomba - Rua Helvetia, 2 - Gustavo Prugner - Studium Unicamp
Postal 11 – Efeito de uma bomba – Rua Helvetia, 2
Postal 12 - Incêndio Produzido por Granadas - Oficinas Duprat - Gustavo Prugner - Ebay
Postal 12 – Incêndio Produzido por Granadas – Oficinas Duprat
Postal 14 - Victima de um estilhaço de granada - Rua do Triunpho
Postal 14 – Victima de um estilhaço de granada – Rua do Triunpho
 Postal 13 - Officinas Duprat incendiada por granada - Gustavo Prugner
Postal 13 – Officinas Duprat incendiada por granada
Postal 15 - Efeito de uma granada - Alameda dos Andradas, 30 - Gustavo Prugner
Postal 15 – Efeito de uma granada – Alameda dos Andradas, 30
Postal 16 - Mercadinho 25 de Março - Incendio por Granada
Postal 16 – Mercadinho 25 de Março – Incendio por Granada
Postal 17 - Victimas de estilhaços de granada - Cia Antarctica Paulista
Postal 17 – Victimas de estilhaços de granada – Cia Antarctica Paulista
 Postal 18 - Efeito de uma granada - Rua João Theodoro, 22
Postal 18 – Efeito de uma granada – Rua João Theodoro, 22
Postal 19 - Efeito de uma bomba jogada de um aeroplano - Rua Dutra Roiz, 33,35,37 -
Postal 19 – Efeito de uma bomba jogada de um aeroplano – Rua Dutra Roiz, 33,35,37 –
 Postal 20 - Tropas Legalistas
Postal 20 – Tropas Legalistas
1924 - Legalistas depois que tomaram a cidade
Postal 21 – Legalistas depois que tomaram a cidade
Postal 22 - Cuzinha Ambulante
Postal 22 – Cuzinha Ambulante
Postal 23 - Efeito de uma granada - Rua Tabatinguera
Postal 23 – Efeito de uma granada – Rua Tabatinguera
Casa ou Fábrica destruída. Editor / Fotógrafo Desconhecido
Casa ou Fábrica destruída. Editor / Fotógrafo Desconhecido
 Postal 24 - Tropas Legalistas
Postal 24 – Tropas Legalistas
1924 - Postal 25 - Tropas Legalistas - Gustavo Prugner - Studium Unicamp
Postal 25 – Tropas Legalistas
Postal 26 - Tropas Legalistas
Postal 26 – Tropas Legalistas
Postal 27 - Batalhão Legalista
Postal 27 – Batalhão Legalista
Postal 28 - Cotonifício Crespi
Postal 28 – Cotonifício Crespi
Postal 29 - Cotonifício Crespi
Postal 29 – Cotonifício Crespi
Postal 30 - Armazem da São Paulo Railway Mooca
Postal 30 – Armazem da São Paulo Railway Mooca
1924 - Postal 31 - Igreja da Glória Cambuci - Gustavo Prugner - Studium Unicamp
Postal 31 – Igreja da Glória no Cambuci
Postal 32 - Rua Taquary 54
Postal 32 – Rua Taquary 54
Postal 33 - Rua Cezário Alvin 46-48
Postal 33 – Rua Cezário Alvin 46-48
Postal 34 - Rua 21 de Abril 400
Postal 34 – Rua 21 de Abril 400
Postal 35 - Avenida Rua Lacerda Franco 1
Postal 35 – Avenida Rua Lacerda Franco 1
Postal 36 - Avenida Lacerda Franco 1
Postal 36 – Avenida Lacerda Franco 1
Postal 37 - Fábrica de Biscoitos Duchen
Postal 37 – Fábrica de Biscoitos Duchen
Postal 38 - Prédio da Cervejaria Guanabara
Postal 38 – Prédio da Cervejaria Guanabara
Postal 39 - Rua Cubatão 51
Postal 39 – Rua Cubatão 51
Postal 40 - Fundos da Igreja da Glória
Postal 40 – Fundos da Igreja da Glória
Postal 41 - I.R.F. Matarazzo
Postal 41 – I.R.F. Matarazzo
Postal 42 - I.R.F. Matarazzo
Postal 42 – I.R.F. Matarazzo
Postal 43 - IRF Matarazzo
Postal 43 – IRF Matarazzo
Postal 44 - Rua Almeida Lima 169-171
Postal 44 – Rua Almeida Lima 169-171
Postal 45 - Rua D. Almeida Lima 17
Postal 45 – Rua D. Almeida Lima 17
Postal 46 - Rua 21 de Abril 53
Postal 46 – Rua 21 de Abril 53
Postal 47 - Rua Serra de Araraquara 72
Postal 47 – Rua Serra de Araraquara 72
Postal 48 - Rua Ricardo Gonçalves 2
Postal 48 – Rua Ricardo Gonçalves 2
Postal 49 - Palácio das Noivas, na Avenida Rangel Pestana nº 297, atingido por bombas
Postal 49 – Palácio das Noivas, na Avenida Rangel Pestana nº 297, atingido por bombas
Postal 50 - Poste da Light - Efeitos de Bala de Carabina
Postal 50 – Poste da Light – Efeitos de Bala de Carabina

¹ As imagens maiores: 01, 12, 36, 37, 38, 43, 47 e 49 encontrei a venda no Ebay. A 16 é do livro “São Paulo, a Juventude do Centro”. Outras três imagens, que na legenda constam como autoria desconhecida, também encontrei no Ebay. As menores foram retiradas desse portal, http://www.studium.iar.unicamp.br/oito/5.htm, que tem uma matéria bem interessante sobre os registros dessa Revolução.

²http://www.brasilescola.com/historiab/revolta-paulista-1924.htm
³http://pt.wikipedia.org/wiki/Revolta_Paulista_de_1924

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s